DESTAQUE NA SEMANA

            Aqui alguns fatos e informações da semana que tem haver com a CULTURA RACIONAL.

 

 

1)     OLIMPÍADAS PARA PADRES E FREIRAS

NÃO DOADORES DE SANGUE!!

O RESTO LIGADO NA TV.

CIENTISTAS EM ROTA DE COLISÃO COM A POLITICAGEM TUPINIQUIM.

 

 

 

            Brasil dos governantes e o brasil do interesse público.

            Desde a colonização um abismo separa os regentes dos súditos, na terra amada idolatrada.

            Até o vexame dos 7x1, o selecionado ocupava  + -  o largo vão, e hoje as paixões cidadãs já não se encantam tanto com os 'espetáculos' desportivos.

            A "Copa das copas" mostrou sua cara e trouxe a invasão do zica vírus pelos turistas asiáticos, segundo suspeita de alguns especialistas, inundando o território de Pernambuco como nem os holandeses conseguiram.

            Agora o governador do Estado da Florida - EUA decretou emergência por causa do Zica, depois que 9 casos foram detectados lá; O governado Scott declarou:

 

             "Nós sabemos que devemos estar preparados para o pior, mesmo que nós torçamos pelo melhor."

 

            no Brasil.....

            É.......lá vem o Carnaval 2016!

 

A nova fantasia carioca, pixuleco?

Não!

É a invasão "marciana" que nem Orson Wells desconfiava.

 

 

             Nos EUA há a confirmação de que o   Zica vírus  também se transmite pela relação sexual.

             A FIOCRUZ-RJ identificou o vírus na saliva e também na urina de pessoas infectadas, como potencialmente infectante.

            O diretor do Instituto Norte-Americano para Alergia e Infecções, dr Tony Fauci declarou a reportagem da NBCnews:

            "Nunca diga nunca e nunca diga sempre, as viroses podem e mudam de formas surpreendentes e quando um vírus começa a infectar milhões de pessoas ao invés de poucas milhares, eventos que anteriormente eram tão raros para serem noticiados começam a se tornar mais visíveis e comuns."

            A coisa tem se mostrado tão intensa invadindo, com enorme rapidez, o continente latino-americano e o sul dos EUA, com os franceses já  contabilizando o Zica vírus, em novembro, para a Cote d' Azur.

            A Organização Mundial da Saúde -OMS- declarou estado de emergência  em saúde pública mundial.          

 

 

A Praça da Apoteose, em dias nada apoteóticos.

No Carnaval do Governo Federal não está incluído  o "bloco" do Zica na relação de preocupação dos foliões, deixando os mesmos ao Deus dará!!!

 

            "Acho que houve uma falha, sim. Foi um equívoco da campanha do Governo Federal, porque poderiam ter aproveitado o ensejo para incluir o zika vírus", afirmou dr Gastão Wagner de Sousa Campos, médico sanitarista, professor de Saúde Pública do curso de medicina da Unicamp e presidente da Abrasco (Associação Brasileira de Saúde Coletiva).

            "Temos que identificar tudo o que podemos fazer nesta luta, e não temos sido eficientes nisso", acrescenta o especialista, defendendo que o governo precisa entender que a epidemia exige medidas mais intensas, constantes e emergenciais do que o habitual combate à dengue.

            O Carnaval é descrito pelos médicos infectologistas como um "coquetel explosivo" em relação à epidemia de zika, devido à grande aglomeração de pessoas, maior chance de chuvas, maior quantidade de lixo nas ruas e grande risco de proliferação do Aedes aegypti, transmissor dos vírus da dengue, zika e chikungunya: 'salve-se quem puder'.

 

            E o CDC (Center for Disease Control) EUA, alerta aos marinheiros: " Sexo só com preservativos, para evitar o Zica vírus".

           

            "Evitar instalar o pânico é algo que o governo brasileiro sempre usa como justificativa. No exterior não é assim. Se preparam para desastres naturais e epidemias informando o cidadão, estimulando cautela, prevenção, preparação. No custo-benefício a prevenção é sempre melhor, ainda mais em um momento em que não há vacina. Foi uma falha, sem dúvida", afirma a drª Nancy Bellei, coordenadora de virologia clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia.

                Há médicos que ressaltam que até mesmo os parceiros de mulheres que já estejam grávidas deveriam usar o preservativo durante relações sexuais em meio à epidemia.

            "Não adianta a mulher grávida tomar todas as precauções e seu marido ser picado pelo mosquito, infectado pelo zika, os dois terem relações sexuais e ele passar o vírus para ela. Eu teria incluído essa informação na campanha, por exemplo, teria sido muito importante", diz Edimilson Migowksi, doutor em infectologia e diretor do Instituto de Pediatria da UFRJ.

 

O desleal duelo entre a infância e os novos e velhos vilões.

 

            O alado é o mesmo; o velho aedes aegypti, só que o time engrossou demais pois onde antes cabia a dengue e a recente chikungunya agora  somou-se o medonho zica: inimigo da infância na sua tenra idade e também causadora da terrível síndrome de Guillain-Barré, para os crescidos adultos, colocando os movimentos corporais em risco. Só o Hospital Universitário Antônio Pedro da UFF, em Niterói-RJ atendeu 16 pessoas este início de ano manifestando um quadro da síndrome da perda de movimentos numa elevada curva de novos casos, associados à infecção pelo Zica.           

 

Hospital Universitário da UFF - Niterói - RJ

             Adultos jovens lutam para sobreviver após desenvolver uma forma severa da síndrome de Guillain-Barré, doença neurológica que tem sido associada à infecção pelo vírus zika. Dois dos seis internados no Hospital Universitário Antônio Pedro, da Universidade Federal Fluminense (UFF), em Niterói, estão em estado muito grave. Todos tiveram zika no Estado do Rio e, duas semanas depois, começaram a apresentar sintomas de comprometimento do sistema nervoso. Alguns ficaram totalmente paralisados. Sua batalha é contra a doença e a falta de recursos públicos para dar assistência a vítimas do zika. Em janeiro, o hospital atendeu outros dez casos, de pacientes menos graves e que já receberam alta, segundo a reportagem do OGlobo.

            Normalmente, não costuma receber mais de cinco por ano. A correlação entre o zika e distúrbios neurológicos, como a síndrome de Guillain-Barré, está entre os motivos de a Organização Mundial de Saúde (OMS) ter decretado a emergência internacional. Embora só uma parcela pequena de pessoas com zika apresente distúrbios neurológicos, estes chamam atenção pela gravidade. Cientistas não sabem se condições preexistentes dos pacientes, como doenças autoimunes e uso de corticoides, poderiam ter ligação com o problema. Tampouco se haveria predisposição genética, segundo a reportagem do jornal OGlobo.

 

            No Hospital Universitário da UFF, onde recursos não abundam, funciona um laboratório de referência para doenças do sistema nervoso periférico na América Latina, como a síndrome de Guillain-Barré. Faltam medicamentos e equipamentos. O dr Osvaldo Nascimento é  professor titular e coordenador de pesquisa e pós-graduação em Neurologia da UFF estando à frente do atendimento e das pesquisas sobre a relação entre zika e Guillain-Barré . Ele tem trocado informações com médicos que atendem vítimas de Guillain-Barré em Pernambuco e Rio Grande do Norte, e está alarmado.

 

            "Temos visto que os casos associados ao zika parecem ser mais severos, com lesão dos axônios (prolongamentos dos neurônios que conduzem impulsos nervosos), do que os casos clássicos de Guillain-Barré. Além disso, o número de doentes que chegam a nós aumentou muito. Só em janeiro foram seis casos graves e outros dez com sintomas menos severos, que não necessitaram de internação" declarou o dr Nascimento, que preside o segmento da Academia Brasileira de Neurologia no Rio, à reportagem do OGlobo.

 

            "Sabemos ainda muito pouco sobre como zika causa a Guillain-Barré. E tampouco o motivo de certas pessoas apresentarem a forma branda ou assintomática de zika e outras evoluírem para um quadro tão grave. Tampouco sabemos por que a doença parece evoluir de forma diferente. São quadros distintos daqueles que costumamos ver com Guillain-Barré, na qual 20% evoluem com gravidade e 5% chegam a óbito, mas acontece apenas entre 0,5 e 4 pessoas num grupo de 100.000 habitantes. O que é raro está se tornando, neste surto de infecção pelo zika, frequente. Esperamos que a rede de pesquisa nos ajude a ter mais recursos e acelerar os estudos. É uma urgência " declarou o médico.

            Entre os casos mais severos que Nascimento menciona está o de um jovem completamente paralisado, que respira com a ajuda de aparelhos. Ele está consciente, mas consegue mexer apenas os olhos para se comunicar.

            "É muito desesperador ver casos como esse. E temos mais um paciente na mesma situação, uma mulher. Jovens pais e mães de família são tirados de suas casas, de seus empregos por uma doença que poderia não ter acontecido, se não fosse a disseminação do vírus" destaca  o dr Nascimento.

            Em alguns pacientes com zika, a Guillain-Barré compromete o sistema nervoso central, o que não costuma ser visto normalmente nesta síndrome. O tratamento desses pacientes é muito caro.  Só o custo por dia da UTI por paciente é de cerca de R$ 10 mil. Se você incluir os remédios, chegamos à casa dos R$ 50 mil por paciente em UTI por dia.  Dos 18 leitos da UTI apenas oito são viáveis, todos ocupados com doentes graves. Se vier mais um, não podemos atender.

            A situação de falta de recursos para a Saúde atinge em cheio as vítimas do zika. E recuperar um paciente na UTI é só a primeira parte do drama. As seqüelas costumam ser graves; muitas vezes, a reabilitação leva anos e demanda assistência altamente especializada.

 

 

O Zica e a doença de Guilain-Barré: fraqueza e paralisia muscular.

 

 

            E como miséria pouca é bobagem,  agora são as Olimpíadas Rio 2016, que os deuses do Olímpio  prometem assistir à distância!

            As autoridades, uma 'cantareira' da "confiança" nacional, afirmaram que nem as grávidas eles vão desaconselhar de vir as olimpíadas cariocas: a "barra tá limpa" !????????

            Com a curva crescente dos casos de microcefalia neonatal,  assolando as mães e deixando perplexa a classe científica, totalmente pega de surpresa, em escala nacional e internacional.

           

           

           

Sintomas comuns da infecção pelo Zica vírus - SÓ 20% DAS PESSOAS APRESENTAM SINTOMAS!

80% NÃO MANIFESTAM SINTOMAS INICIAIS E PORTANTO NÃO FICAM SABENDO QUE DESENVOLVERAM A INFECÇÃO.

ONDE MORA O PERIGO!

           

           

           

Em  dezembro de 2014, bem depois do vexame dos 7x1,

as autoridades federais (ex-ministro da Saúde) e o prefeito do Rio de Janeiro, na "VANGUARDA" do interesse público,

fazendo alerta unicamente para a dengue e a chikungunya ( COMO BEM ATESTA O FOLDER NA MÃO DO EX-MINISTRO),

ENQUANTO O ZICA JÁ TINHA DESEMBARCADO EM PERNAMBUCO e etc.....,

 fazia tranqüilamente a ocupação do território nacional,

 levando baixas à infância e aos adultos.

NUNCA O BRASIL OCUPOU TANTO O NOTICIÁRIO INTERNACIONAL COMO AGORA PELA INFECÇÃO DO ZICA VÍRUS.

           

                    O problema só  ganha drama social, como mostra a reportagem do UOL, quando  os pais das crianças se separam da família por não suportar o drama dos filhos.           

          Em Pernambuco, Estado com maior número de notificações de microcefalia, muitas mães têm sido abandonadas pelos companheiros após descobrir que o filho do casal é portador da má-formação. Médicos ouvidos pela reportagem do UOL relatam que os casos são cada vez mais freqüentes.

            "Eu me surpreendi com a quantidade de mães que estão cuidando do filho sozinhas, porque o pai simplesmente resolveu largar a família", afirmou uma pediatra de Pernambuco.

            Após dois anos de namoro e nove de casamento, a promotora de eventos Carla Silva, de 32 anos, foi abandonada pelo pai dos seus três filhos quando ainda estava internada na maternidade. O motivo, conta, era a condição da caçula, Nivea Heloise, que nasceu com menos de 28 centímetros de perímetro encefálico.

 

            E os cientistas INTERNACIONAIS resolveram vestir a camisa olímpica no combate ao Zica vírus e confrontar o staff administrativo tupiniquim:

 

            " É hora de cancelar as Olimpíadas no Rio, por causa do surto do Zica vírus."

 

            Para esses especialistas norte-americanos é irresponsável prosseguir com os Jogos, como publicou a revista Forbbes em 03.11.2016.

            Mulheres em idade fértil correm risco velado.

            Já o ex-ministro da saúde Temporão (de 2007 até 2011) no 2º governo do sr Lula, que não deu conta do combate ao mosquito e viu a dengue fazer vítimas bem embaixo do seu nariz, no RJ, agora  puxa uma discussão turbulenta neste contexto social MUITO MAL ADMINISTRADO pelas 'autoridades' do pré-sal, defendendo o aborto de bebes com diagnóstico de microcefalia.

            Porém o infectologista da Faculdade de Medicina da USP; dr Marcos Boulus alerta para outros tipos de lesões neurológicas, em geral oculares e auditivas, que acometem crianças que nascem com a cabeça de tamanho considerado normal, devido a infecção pelo Zica.

            Aí o "ilustre" ex-ministro que não deu conta do mosquito em 5 anos a frente do Ministério da Saúde vai decretar a eliminação posterior dessas crianças afetadas neurologicamente pela terrível doença???? Numa situação complexa manter a boca fechado pode ser sinal de um pingo de inteligência.

 

Dr Boulus alerta para a complexidade dos danos do Zika vírus, que escapam ao ex-ministro Temporão.

 

                "Na Polinésia Francesa, onde teve uma epidemia há um tempo, eles acompanharam crianças geradas naquela época e viram que várias delas tiveram diminuição do entendimento, diminuição da produção escolar. E só perceberam agora. Quando viram os casos no Brasil, foram buscar e descobriram lesões que eles não reconheceram no início", explica o dr Marcos Boulus.

Ex-ministro da Saúde  tem gosto por discussões turbulentas e inconclusivas, em contexto social mal administrado.

Não deu conta do mosquito e agora se volta contra as vítimas do Zika: os bebês.

 

            Leia a confirmação do  risco de contaminação do vírus Zica pela urina e saliva das pessoas infectadas (80% não apresentam sintomas e o vírus tá lá):

Foto: Arquivo pessoal

A infectologista pediátrica drª  Maria Ângela Rocha

de Pernambuco que soou o alarme para a epidemia de microcefalia.

Leia o depoimento da médica pernambucana que percebeu que algo novo alterou o horizonte dos casos de microcefalia em Pernambuco, relevando o Zica:

 

                    Declaração de estado de emergência na Flórida - EUA, por seu governador frente ao Zica lá detectado:

 

                    Alerta do CDC - EUA sobre a transmissão do Zika vírus através do sexo:

                   

                    O link entre sexo e a transmissão do Zika vírus:

 

                    O ministro que não deu conta do mosquito e agora faz carga contra os bebes, vítimas da doença:

 

                            O drama social das mães e bebes vítimas do Zica abandonados pelos pais:

 

                   Posicionamento de cientistas norte-americanos para o cancelamento da Olimpíada Rio 16:

 

 

 

Protagonista nº1o Aedes Aegypti
  mas já não o único quando o risco é a transmissão do Zika vírus:

sexo, saliva, urina, transfusão de sangue são outros maus caminhos.

 

            "Quem vai viajar para o Rio em meio a uma epidemia de Zika? Não mulheres jovens, que podem ficar grávidas e dar à luz a uma criança com deficiência", alertam os cientistas segundo a reportagem do ODia. Após a notícia de que uma pessoa nos Estados Unidos foi infectada com o vírus depois de ter relações sexuais com um turista que havia voltado da Venezuela, é dito também que nenhum "jovem sexualmente ativo vai querer vir ao Rio e correr o risco de transmitir a doença para uma parceira".

 

            A reportagem internacional alerta para que  o país está "quebrando" antes mesmo de pagar pelas Olimpíadas. "Onde deveria estar a prioridade financeira no meio de uma epidemia? (...) O Brasil vai se afundar em dívidas tentando combater a epidemia enquanto paga pelos Jogos", diz o texto da revista Forbbes.

            "O Comitê precisa mudar os Jogos de lugar, adiá-los ou cancelá-los. Prevenção é o melhor jeito de encarar uma séria ameaça à humanidade", finaliza a Forbbes.

 

 

        A desorientação de um governo atolado no pré-sal, quando o assunto é emergência de saúde, internacionalmente em destaque!!!

 

            Declaração de infectologista da USP sobre lesões neurológicas do Zika vírus, além da microcefalia:

 

         Explosão de síndrome de paralisia associada ao Zika vírus no Rio de Janeiro:

 

            Lendo O LIVRO UNIVERSO EM DESENCANTO a pessoa vai entender  a causa para tanto caos, sofrimento e confusão: o término da fase de animal Racional desde 1935.

            O homem para ficar de pé precisa de suporte energético. Muita gente boa já pisou nesse planeta e foi sacada da cena evolutiva sem choro nem dó: os dominadores dinossauros, os gigantes monstrondontes (os mamíferos gigantes), o homem de Neardenthal, civilizações antigas que resplandeceram e conheceram o pó.

            A roda da evolução não para pra ninguém. Conhecer com BASE e LÓGICA RACIONAIS  toda Mecânica por trás dessa evolução é fundamental numa época onde as energias deformadas elétrica e magnética, que sustentam o pensamento e a imaginação, não dão conta do recado.

            Na CULTURA RACIONAL está a religação natural com a nossa Verdadeira Base ENERGÉTICA: a ENERGIA RACIONAL, a única capaz de dar suporte energético ao homem no alvorecer da nova época RACIONAL, de aparelho Racional.

            No 1º Mundo; o MUNDO RACIONAL estão os recursos para o EQUILÍBRIO da vida da pessoa que sofre os efeitos do término da fase de animal Racional neste 2º mundo deformado e aparente, onde autoridades, ciência  patinam frente aos tremendos desafios galopantes que colocam em xeque a existência do homem como animal Racional.

 

  

         MAIS ARQUIVOS:

            semana: 25 - 31 janeiro 2016:

            semana: 23 - 29 novembro 2015:

            semana: 16 - 22 novembro (3) 2015:

            semana: 16 - 22 novembro (2) 2015:

            semana: 16 - 22 novembro 2015:

            semana: 09 - 15 novembro (2) 2015:

            semana: 09 - 15 novembro 2015:

            semana: 28 setembro - 04 outubro 2015:

            semana: 21 - 27 setembro 2015 (3):

            semana: 21-27 setembro 2015 (2):

            semana: 21 - 27 setembro 2015:

            semana: 07 - 13 setembro 2015:

            semana: 24 - 30 agosto 2015:

            semana: 17 - 23 agosto 2015:

            semana: 10 - 16 agosto 2015:

            semana: 03 - 09 agosto 2015:

            semana: 27 julho - 02 agosto 2015:

            semana: 13 - 19 julho 2015:

            semana: 06 - 12 julho 2015:

            semana: 29 junho - 05 julho 2015:

            semana: 22 - 28 junho 2015:

            semana: 15 - 21 junho 2015:

            semana: 08 - 14 junho de 2015 (2):

            semana: 08 - 14 junho de 2015:

            semana:  01 - 07 junho de 2015:

            semana: 25 - 31 maio 2015:

            semana: 18 - 24 maio 2015:

            semana: 11 - 17 maio 2015:

            semana:  06 - 12 abril 2015:

            semana: 30 março - 05 abril 2015:           

            semana: 16 - 22 março 2015:

            semana: 09 - 15 março 2015:

            semana: 26 janeiro - 01 fevereiro 2015:           

            semana: 19-25.. janeiro 2015:

            semana: 19-25. janeiro 2015:

            semana: 19-25 janeiro 2015:

            semana: 12 - 18 janeiro 2015:

            semana: 05 - 11 janeiro 2015:

            semana: 10 - 16 novembro 2014:

            semana:  03 - 09 novembro 2014:

            semana: 27 outubro - 02 novembro 2014:

            semana: 20 - 26 outubro 2014:

            semana: 13 - 19 . outubro 2014:

            semana: 13 - 19 outubro 2014:

            semana: 06 - 12 outubro 2014:

            semana: 29 setembro - 05 outubro 2014:

            semana: 09 - 15 junho 2014:

            semana: 26 maio - 01 junho 2014:

            semana: 19 - 25 maio 2014:

            semana: 12 - 18 maio 2014:

            semana:   05 - 11 maio 2014:

            semana: 21 - 27 abril 2014:

            semana: 14 - 20 abril 2014:

            semana: 07 - 13 abril 2014:

            semana: 24 - 30 março 2014:

            semana: 03 - 09 fevereiro 2014:

            semana: 27 janeiro - 02 fevereiro 2014:

            semana: 20 - 26 janeiro 2014:

            semana: 13 - 19 janeiro 2014:

            semana: 06 - 12 janeiro 2014:

            semana:  02 - 08 dezembro 2013:

            semana : 04 - 10 novembro 2013:

            semana:  21 - 27 outubro 2013:

            semana: 14 - 20 outubro 2013:

            semana:  30 setembro - 06 outubro 2013:

            semana: 23 - 29 setembro 2013:

            semana:  02 - 08 setembro 2013:

            semana: 26  agosto - 01 setembro:

            semana: 19 - 25 agosto 2013:

            semana:  29 julho - 04 agosto 2013:

            semana:  08 - 14 julho 2013:

            semana: 17 - 23 junho 2013:

            semana: 20 - 26 maio 2013:

            semana: 04 - 14 abril 2013:

            semana: 25 - 31 março 2013:

            semana: 04 - 10 março 2013:

            semana: 21 - 27 janeiro 2013:

            semana:  06-12 dezembro 2012:

            semana :  05 - 11 novembro 2012:

            semana:  22 - 28 outubro 2012:

            semana: 08 - 14 outubro 2012:

            semana: 10 - 16 setembro 2012:

            semana:  03 - 09 setembro 2012:

            semana: 27 agosto - 02 setembro 2012:

            semana: 01-05 agosto 2012: