DESTAQUE NA SEMANA

            Aqui alguns fatos e informações da semana que tem haver com a CULTURA RACIONAL.

 

 

1)      A COR É INTENSA

OS DEDOS CONFEREM SEUS PODERES

E NÃO HÁ PRATO QUE FIQUE LONGE DE SEU SABOR

PUNGENTE, ARDIDA, UAU.....PRA LÁ DE SAUDÁVEL

 

 

                 Mais um presente da generosa Mãe  Natureza às Américas: o tempero que desperta as melhores e maiores reações nos paladares. E como dizia o pai da Medicina na Grécia: Hipócrates; "Fazei do seu alimento o seu remédio".

            O papel da dieta na saúde tem se destacado, aumentado muito as pesquisas. Nos últimos 40 anos o número de artigos científicos que citam a dieta cresceu pelo menos 700%.

            Pungente (aquilo que desperta uma sensação intensa e forte no paladar, muito intenso, agudo, beirando o insuportável.), ardida abre espaço, no prato, alimentando o fogo digestivo, talvez por isso tão apreciada na Índia (foi levada pelos patrícios em suas viagens náuticas), da tradicional Medicina Ayurvédica.

            Há só um mamífero que come entusiasticamente as pimentas: nós!!!

 

            Nada menos que 16 mil norte-americanos, por quase 2 décadas integraram a pesquisa, que confirmou vários  efeitos benéficos da pimenta, um deles a dilatação dos vasos sanguíneos, auxiliando na redução da pressão arterial.   

           

 

A cor se impõe, e o sabor deve ser apreciado pelas mucosas mais sensíveis e jubilado pelos fãs incondicionais.

 

 

   

             “Uma pimenta por mês faz você viver mais” 

 

            Do ditado popular para os resultados científicos, ganha, cada vez mais, a pimenta, a mesa.

           Pesquisa da Universidade de Vermont, EUA, mostrou que comê-la pelo menos uma vez ao mês reduz a mortalidade em até 13%.

            As  doenças que mais caíram com o uso das  pimentas:

                1) das doenças relacionadas ao coração, como o enfarte do miocárdio.

                2)  acidente vascular cerebral (AVC) 

 

 

Resultado de imagem para vermont university

 

A Universidade de Vermont, nos EUA se redeu as qualidades intrínsecas do reinado das pimenta: muitas em cor, sabor e odor para todos os gostos.

 

 

              A maior surpresa, nos efeitos protetores das pimentas, foi a proteção conferida a quem não se cuida: fumantes, os que se alimentam mal e os sedentários!!! A tríade barra pesada da saúde.

            Os efeitos benéficos ocorrem tanto com a pimenta fresca quanto  em pó.  Os pesquisadores são tão pungentes, na recomendação, quanto as pimentas, após os resultados positivos das pesquisas:

 

 

                 “O consumo de pimenta - ou mesmo de comida apimentada - pode se tornar uma recomendação diária”, conclui Mustafa Chopan, um dos autores. 

Imagem relacionada

 

Segundo os pesquisadores, a pimenta estimula uma substância que promove a dilatação dos vasos sanguíneos,ajudando a reduzir  a pressão arterial.

 

 

             Qual o segredo de tanto benefício? A resposta pode estar na substância que dá seu sabor pungente: a capsaicina,  presente nas sementes da pimenta, a qual estimula os canais receptores de potencial transiente (TRP), um grupo de substâncias presente ao redor das células que é responsável, entre outras coisas, em regular a dilatação dos vasos sanguíneos. Quando esses canais são estimulados, os vasos  se dilatam melhorando seu fluxo sanguíneo.

 

 

A chilli pepper cut open to reveal the seeds and placenta

O "bercinho" das sementes é onde está a capsaicina: a promotora dos bons efeitos da pimenta e da sua pungência.

 

 

             “Isso melhora a oxigenação celular e regula a pressão arterial”, explica o dr Durval Ribas Filho, médico nutrólogo e presidente da Associação Brasileira de Nutrologia (ABRAN).  Esse seria um dos mecanismos para  a redução  do enfarte do coração e dos acidentes vasculares cerebrais (AVC).

            O dr Durval Ribas Filho explica que a pimenta, ao estimular esses canais de TRP, também ajuda a colocar em níveis saudáveis o colesterol bom (HDL) e o ruim (LDL), motivo que pode explicar a redução da aterosclerose; aquela que entope as artérias  devido o acúmulo de placas de colesterol nas paredes nas suas paredes.

            Mas não fica por aí:  a capsaicina promove a termogênese, que gera  a queima de calorias:

             “Assim, o paciente tem menos chances de desenvolver sobrepeso e obesidade”, afirma o nutrólogo. 

            Não só de artérias conhecem as pimentas: seu efeito benéfico se estende para a  flora intestinal:

             “Nossa flora é constituída por bactérias ‘do bem’ e ‘do mal’. A predominância das ‘do bem’ fortalece nosso sistema imunológico e o metabolismo celular”, diz o dr Durval Ribas Filho. “Pessoas obesas, por exemplo, têm prevalência de bactérias ‘do mal’”, esclarece.

            E é hora de bater no câncer: as pimentas, segundo a pesquisa  desenvolvida na Universidade de Vermont, também previnem o câncer. A capsaicina  equilibra os níveis de uma substância denominada “NF kappa beta”, que  regula  o crescimento celular.  Em níveis equilibrados, o NF-kappa beta identifica células cancerígenas dando o comando para  que elas se auto-destruam, antes da formação do tumor:

           

             “O NF é um mensageiro que manda uma mensagem para o núcleo da célula e provoca, nesses casos, a apoptose (morte celular)”, explica o nutrólogo dr Francisco Coutinho de Oliveira, membro da ABRAN. 

            As pimentas também se mostraram benéficas para ao diabetes tipo 2, segundo a pesquisa.

Resultado de imagem para h pylori

Outra vítima das boas pimentas é a bactéria H. pylori que ataca o estômago formando úlceras e etc...

Resultado de imagem para h pylori

O estômago teme o h. pylori e este por sua vez teme as pimenta, segundo o estudo da Universidade de Vermont - EUA.

 

             “Essa prevenção que a pimenta trouxe pode ser potencializada se você fizer exercício físico e tiver dieta balanceada”, ressalta o especialista.

 

            Como tudo na vida o uso moderado é aconselhável e cada pessoa deve observar como particularmente seu corpo reage a ingestão da pimenta, para se orientar no consumo do tempero pungente. E se em algum dia passar dos limites e o "incêndio" se instalar, um bom copo de iogurte fresco ajuda no rescaldo.

 

Para todos os gostos e olhos, com bom senso.

 

                    Leia o artigo do Estado de São Paulo:

 

             Leia a pesquisa da Universidade de Vermont:

   

           Veja um vídeo de um inglês demonstrando o "poder do cara pálida" frente a 'pequena' pimenta, um exemplo a ser evitado:

 

 

                          Já diziam os romanos: " A boca mata mais do que a guerra".

 

            Dar acesso, à boca, aos amigos da saúde do que aos inimigos, dá melhores resultados como os norte-americanos constataram.

            Na CULTURA RACIONAL a Mãe Natureza dona da vida nesse 2º mundo, não para de fornecer recursos para a sua boa manutenção.  O homem encantado pelo artifício se afasta de uma relação saudável com o que de bom a Natureza dá e vai pra cama de espinhos do progresso artificial: sobrando rótulo e faltando conteúdo saudável.

            Lendo o LIVRO UNIVERSO EM DESENCANTO  fica claro o porquê a pessoa facilmente se distancia do que é bom e saudável: a inconsciência do pensamento; por ser uma ferramenta das energias inconscientes e deformadas desse 2º mundo. Um sistema operacional que se mostra cheio de falhas, trabalhando fora de uma plataforma equilibrada, não tem rotina de vida que se habilite, inclusive  a boca.

            No contato natural com  a ENERGIA RACIONAL está a recuperação do tão necessário equilíbrio para o conjunto mente-corpo funcionar a favor do vivente.         

 

 

 

 

         MAIS ARQUIVOS:

            semana: 30 janeiro - 05 fevereiro 2017:

            semana: 23 - 29 janeiro 2017:

            semana: 16 - 22 janeiro 2017:

            semana: 09 - 15 janeiro 2017:

            semana: 05 - 11 dezembro 2016:

            semana:  07 - 13 novembro 2016:

            semana:  24 - 30 outubro 2016:

            semana: 17 - 23 outubro 2016:

            semana: 10 - 16 outubro 2016:

            semana: 03 - 09 outubro 2016:

            semana: 12 - 18 setembro 2016:

            semana: 05 - 11 setembro 2016:

            semana 29 agosto - 04 setembro (2) 2016:

            semana:  29 agosto - 04 setembro 2016:

            semana : 22- 28 agosto (5) 2016:

            semana : 22-28 agosto (4) 2016:

            semana: 22 - 28 agosto (3) 2016:

            semana: 22 - 28 agosto(2) 2016:

            semana: 22 - 28 agosto 2016:

            semana: 15 - 21 agosto(5) 2016:

            semana: 15 - 21 agosto(4) 2016:

            semana: 15-21 agosto (3) 2016:

            semana: 15 - 21 agosto(2) 2016:

            semana: 15 - 21 agosto 2016:

            semana: 08 - 14 agosto 2016:

            semana:  01 - 07 agosto 2016:

            semana: 11 - 17 julho 2016:

            semana: 13 - 19 junho 2016:

            semana: 06 -12 junho 2016 (2):

             semana: 06 - 12 junho 2016:

            semana: 30 maio - 05 junho 2016:

            semana: 23 - 29 maio 2016:

            semana: 16 - 22 maio 2016 (2):

            semana: 16 - 22 maio 2016:

            semana: 09 - 15 maio 2016(2):

            semana: 09 - 15 maio 2016:

            semana:  02 - 08 maio 2016:

            semana: 14 - 20 março 2016:

            semana: 07 - 13 março 2016 (2):

            semana:  07 - 13 março 2016:

            semana: 29 fevereiro - 06 março 2016 (2):

            semana: 29 fevereiro - 06 março 2016:

            semana: 15 - 21 fevereiro 2016:

            semana: 01 - 07 fevereiro 2016:

            semana: 25 - 31 janeiro 2016:

            semana: 23 - 29 novembro 2015:

            semana: 16 - 22 novembro (3) 2015:

            semana: 16 - 22 novembro (2) 2015:

            semana: 16 - 22 novembro 2015:

            semana: 09 - 15 novembro (2) 2015:

            semana: 09 - 15 novembro 2015:

            semana: 28 setembro - 04 outubro 2015:

            semana: 21 - 27 setembro 2015 (3):

            semana: 21-27 setembro 2015 (2):

            semana: 21 - 27 setembro 2015:

            semana: 07 - 13 setembro 2015:

            semana: 24 - 30 agosto 2015:

            semana: 17 - 23 agosto 2015:

            semana: 10 - 16 agosto 2015:

            semana: 03 - 09 agosto 2015:

            semana: 27 julho - 02 agosto 2015:

            semana: 13 - 19 julho 2015:

            semana: 06 - 12 julho 2015:

            semana: 29 junho - 05 julho 2015:

            semana: 22 - 28 junho 2015:

            semana: 15 - 21 junho 2015:

            semana: 08 - 14 junho de 2015 (2):

            semana: 08 - 14 junho de 2015:

            semana:  01 - 07 junho de 2015:

            semana: 25 - 31 maio 2015:

            semana: 18 - 24 maio 2015:

            semana: 11 - 17 maio 2015:

            semana:  06 - 12 abril 2015:

            semana: 30 março - 05 abril 2015:           

            semana: 16 - 22 março 2015:

            semana: 09 - 15 março 2015:

            semana: 26 janeiro - 01 fevereiro 2015:           

            semana: 19-25.. janeiro 2015:

            semana: 19-25. janeiro 2015:

            semana: 19-25 janeiro 2015:

            semana: 12 - 18 janeiro 2015:

            semana: 05 - 11 janeiro 2015:

            semana: 10 - 16 novembro 2014:

            semana:  03 - 09 novembro 2014:

            semana: 27 outubro - 02 novembro 2014:

            semana: 20 - 26 outubro 2014:

            semana: 13 - 19 . outubro 2014:

            semana: 13 - 19 outubro 2014:

            semana: 06 - 12 outubro 2014:

            semana: 29 setembro - 05 outubro 2014:

            semana: 09 - 15 junho 2014:

            semana: 26 maio - 01 junho 2014:

            semana: 19 - 25 maio 2014:

            semana: 12 - 18 maio 2014:

            semana:   05 - 11 maio 2014:

            semana: 21 - 27 abril 2014:

            semana: 14 - 20 abril 2014:

            semana: 07 - 13 abril 2014:

            semana: 24 - 30 março 2014:

            semana: 03 - 09 fevereiro 2014:

            semana: 27 janeiro - 02 fevereiro 2014:

            semana: 20 - 26 janeiro 2014:

            semana: 13 - 19 janeiro 2014:

            semana: 06 - 12 janeiro 2014:

            semana:  02 - 08 dezembro 2013:

            semana : 04 - 10 novembro 2013:

            semana:  21 - 27 outubro 2013:

            semana: 14 - 20 outubro 2013:

            semana:  30 setembro - 06 outubro 2013:

            semana: 23 - 29 setembro 2013:

            semana:  02 - 08 setembro 2013:

            semana: 26  agosto - 01 setembro:

            semana: 19 - 25 agosto 2013:

            semana:  29 julho - 04 agosto 2013:

            semana:  08 - 14 julho 2013:

            semana: 17 - 23 junho 2013:

            semana: 20 - 26 maio 2013:

            semana: 04 - 14 abril 2013:

            semana: 25 - 31 março 2013:

            semana: 04 - 10 março 2013:

            semana: 21 - 27 janeiro 2013:

            semana:  06-12 dezembro 2012:

            semana :  05 - 11 novembro 2012:

            semana:  22 - 28 outubro 2012:

            semana: 08 - 14 outubro 2012:

            semana: 10 - 16 setembro 2012:

            semana:  03 - 09 setembro 2012:

            semana: 27 agosto - 02 setembro 2012:

            semana: 01-05 agosto 2012: