MEMÓRIAS RACIONAIS

 

A CULTURA RACIONAL NASCEU EM 1903.

            TEM PORTANTO UMA LONGA HISTÓRIA DA QUAL MUITOS DÃO O SEU DEPOIMENTO COMO TESTEMUNHAS DA EVOLUÇÃO RACIONAL AO LONGO DAS VÁRIAS FASES QUE TRANSITOU A CULTURA RACIONAL DESDE O SEU BERÇO.

 

                Para quem gosta da natureza a montanha do Retiro Racional é um colírio para os olhos: um grandioso, alto e imponente maciço rochoso da Serra do Mar. No topo desta serra, no grande platô da Serra de Maxambomba, a  mais de 2000 m de altitude, provavelmente uma boca de vulcão adormecido, está um grande e belo lago em forma de cruz sobre o qual muitos contam histórias bem divertidas e que mostram que tudo na natureza tem um dono e brincar de "dono" com a Natureza é dar uma de bobo e ganhar um atestado de inconsciente.

            O sr Sebastião: católico de nascimento, e  depois umbandista , tinha uns 70  anos em 1981 quando numa consulta feita no Hospital Associação de Caridade Iguaçu - Nova Iguaçu - RJ, nos contou uma história vivenciada pelo seu tio bem divertida.

            Seu tio era guarda  na região da Serra de Tinguá, no início do século (~1930) e relatos de caçadores que freqüentavam a Serra de Maxambomba-Tinguá davam como fatos muito estranhos que surgiam para aqueles que insistiam em se aproximar do Lago da Serra de Maxambomba: a água começava a borbulhar no meio do lago, alguns  escutavam música vir do meio do lago, etc, algumas pessoas relatavam sua experiência pessoal com declarado desconforto, muitas por serem reformadas e não gostarem de tocar nesses assuntos que escapam à uma primeira explicação.

O lago no topo da Serra de Maxambomba.

 

            Face a aura que desconcertava homens habituados a caçar feras no mato sem medo, um padre conhecido do seu tio resolveu fazer uma expedição  para "exorcizar" os "maus espíritos" do lago.

            O dia escolhido; sol pleno carioca sem nenhuma nuvem no horizonte, lá foi o sacerdote e os outros participantes, incluindo o tio do sr Sebastião. Chegaram pelo lado mais curto a subida do lago da Serra de Maxambomba. Já no platô,  lindo dia, céu azulíssimo , quando a romaria chegou perto do lago, segundo o relato do tio, começou a ventar de forma repentina e vigorosa, grossas nuvens se formaram do nada, todos ficaram estremecidos e frente a forte enxurrada que caiu sobre eles não tiveram dúvida: saíram correndo serra abaixo, o sacerdote entre eles e tiveram por bem respeitar a calma e o repouso do lago da serra.

            Na CULTURA RACIONAL conhecer a natureza é saber respeitar estas tremendas forças que nos geraram nesta condição provisória e nos mantém de pé para que com o estudo do LIVRO UNIVERSO EM DESENCANTO nossa cabeça se volte para nossa Verdadeira Origem de RACIONAIS.

            O fracasso do homem, dito civilizado, em respeitar e proteger o patrimônio natural é corrigido pelo desenvolvimento do RACIOCÍNIO que dá as novas regras na FASE RACIONAL do III milênio. Aí o homem deixa de ser o parasita mais monstruoso da Terra por passar a respeitar o Dono da natureza: o RACIONAL SUPERIOR.